Parasita de Bong Joon-ho (2019)

Oi, gente! Depois de um tempão sem fazer resenha por aqui, eu voltei, e não há melhor maneira de voltar a não ser falando sobre essa maravilha de filme. Espero que vocês gostem!

Parasita é o filme coreano mais recente do diretor e roteirista Bong Joon-ho e foi lançado no Brasil em 07 de novembro de 2019. O filme concorre ao Oscar 2020, que acontecerá no dia 09 de fevereiro de 2020, em várias categorias como: “Melhor Filme”, “Melhor Filme Estrangeiro” e “Melhor Roteiro Original”, entre outras. O filme conta a história da família Kim ,de origem humilde, vivem em um porão semi-subterrâneo na Coreia do Sul. Após o convite de seu amigo, Ki-woo começa a trabalhar para uma família rica, os Park, enxergando ali uma oportunidade de ascensão social, ele e sua família bolam um plano para se infiltrar nessa vida luxuosa. Parasita é conta uma história curiosa com uma temática muito bem definida, embora seja difícil definir um gênero específico para ele, em alguns momentos pode parecer uma comédia, em outros um drama e até mesmo um breve suspense. O diretor soube muito bem trabalhar cada um desses elementos de forma a prender e surpreender o telespectador do início ao fim, para isso o roteiro é muito bem amarrado e a teia de acontecimentos vai sendo construída gradativamente até atingir o seu ápice.

Um ponto a se destacar é a crítica sobre a desigualdade social muito presente no filme, evidenciada na realidade díspar entre as duas famílias, onde uma luta para atingir condições mais dignas de vida e outra se preocupa com futilidades, assim como acabam completamente imersas em uma bolha social. Todas as atuações estão realmente muito boas, com destaque a personagem Kim Ki-jeong (Park So Dam), que é uma garota capaz de tudo para atingir seus objetivos, e ao Kim Ki-taek (Song Kang-ho), um homem centrado e que somente com o olhar é capaz de transmitir um sentimento de extremo desconforto. A fotografia, embora não seja um destaque do filme, é agradável, trazendo cores vivas nas cenas da mansão da família Park, juntamente com planos abertos para evidenciar a grandeza do ambiente e em contrapartida mostrar cores mais apagadas e planos fechados nas cenas do porão da família Kim. Parasita é realmente um filme muito bom, que certamente merece muitas premiações e vem para provar mais uma vez que o cinema coreano deve ser valorizado, e não raramente, pode ser muito melhor que as produções americanas. Nas palavras do próprio diretor, é preciso vencer as barreiras da legenda.

E vocês, pretendem dar uma chance pro cinema coreano? Comentem o que acharem do filme e deixem sugestões de filmes que vocês gostariam de ler a resenha por aqui. Obrigada por me acompanharem até aqui e até a próxima!

Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon