Criando seu amuleto de proteção: Consagração

Hello, com a situação nem muito otimista do nosso país e mundial, além da crise ambiental é bom aprendermos a nos proteger nem que seja a base de amuletos e feitiços de proteções, porque nem de arco íris e flores um mago vive, né?


Espero que esteja compreensível e que esteja bem explicadinho. Com essa postagem acebei tendo umas ideias bem interessantes para os próximos temas de bruxaria. E são coisas tão simples, mas importantes, que pode ser de grande ajuda para vocês.


CONSAGRAÇÃO

Consagrar é atribuir uma finalidade mágica e energética a um objeto. Você determina a função específica, que geralmente apenas você saiba, a algo. Se quer que aquele anel seja uma defesa sua contra a ataques psíquicos, precisa determinar isso. Exemplo: “Anel de fogo, eu te consagro pelas chamar para que transmute toda intenção, energia densa, maldição e praga lançada contra mim, que assim como o fogo queima esse anel transforme o que visa me prejudicar a cinzas levadas para longe pelos ventos”.


Infelizmente, dependendo da energia que use e das condições que quer que aquele objeto de alimente para aquela função, a consagração pode durar anos ou apenas até que alguém/algo interfira naquela energia, dado como completa sua missão.


Quando um objeto consagrado para proteção quebra, cai ou some de repente é porque ele cumpriu sua ordem para que lhe deixasse a salvo e se sacrificou no seu lugar. Por isso é importante que sempre tenha mais de um talismã/amuleto a sua disposição.


E sempre que puder, não deixe que outras pessoas toquem e mexam em seus instrumentos mágicos (amuletos é um deles), porque pode cortar sua consagração dependendo da energia desta pessoa e de suas intenções.


PURIFICAÇÃO


Antes de tudo, vamos aprender a PURIFICAR. Porque como podemos consagrar algo que ainda possui maldições nele ou energias de outros? Existem muitas formas das mais diversas de se fazer uma limpeza, mas a que utilizo bastante é de purificar o objeto que desejo consagrar com minha energia em água corrente (a da torneira mesmo). Hoje focaremos na purificação dos cinco elementos principais: Espírito, terra, ar, fogo e água.


Pra purificar com minha energia (elemento espírito) como a mais básica e simples, eu fecho olhos e deixo o futuro talismã em minhas mãos, é importante e mais fácil se estiver em contato com seu corpo. Sinta sua energia expandindo e se direcionando ao objeto. Se se sentir mais seguro traçando um círculo antes de começar e pedindo o auxílio de entidades de luz e dos deuses, fica ao seu critério. Porque os dois funcionam. Uma proteção e ajuda extra para algo simples, porém importante, nem sempre é bom desperdiça-la. Pode usar o círculo mágico para todas as purificações e consagrações que ensinar aqui.


Mentalizar uma cor de transmutação e de limpeza é essencial. A luz dourada e violeta são as minhas favoritas, mas uma luz branca e pura funciona perfeitamente também. Visualize a cor (energia) saindo pelos seus poros, vindo de dentro de você e limpando tudo aquilo que toque. Designe que limpe tudo aquilo de ruim e denso, sejam sentimentos ruins anteriores naquele objeto ou egrégoras (crenças populares enraizadas nas mente de um ser ou mais, cria-se uma egrégora. Algo que só possui verdade e força porque as pessoas acreditam naquilo) prejudiciais presentes nele. Quando perceber que se sente consciente do objeto como se fosse seu ou uma parte sua e livre de energias alheias, a purificação está terminada.


PURIFICAÇÃO BÁSICA COM A TERRA


É um dos mais simples. Basta deixar o objeto em contato com a terra, de preferência uma que cultive vida, tipo uma plantinha ou a grama. De acordo com o que vai consagrar e sua funcionalidade, deixe que seja limpo durante dias ou apenas uma noite pela luz da lua. Peça gentilmente que a energia que estava presente no objeto seja sepultada, porque tudo volta a terra um dia. Você também pode consagrá-lo ao mesmo tempo, pedindo que a terra abençoe seu objeto para o que deseja que ele faça.


PURIFICAÇÃO BÁSICA COM O AR


Tudo que precisa é de um incenso. Ele pode ser específico para limpeza como o de mirra e sal grosso, independente de qual seja, se tem o objetivo claro em sua mente, irá, com certeza, funcionar. Passe o objeto sobre a fumaça, permitindo que ela o limpe energeticamente.


Sempre agradeça ao elementais (os seres que regem cada elemento que conhecemos).


PURIFICAÇÃO COM O FOGO


Simples e prático. É necessário uma chama para a consagração. A chama pode ser de uma vela, do caldeirão, do fogão... Passe o objeto não perecível (obviamente) pela chama pedindo ao fogo que queime toda maldição, energia densa e passada que ainda possua influência sobre ele e transmute toda egrégora anterior, o tornando livre de laços passados.

PURIFICAÇÃO BÁSICA COM A ÁGUA


A limpeza em água corrente na torneira é simples, mas limitada. Alguns casos é só usar uma mangueira por causa do tamanho, outros é melhor usar outro método dependendo do material.


Sinta a energia da água se incorporando a sua, fluindo através de você e com você e caindo no objeto em suas mãos, limpando-o. Veja todas as impurezas sendo levadas pela água até que finalmente tenha certeza que o objeto tenha sido purificado, e diga:


“Assim como a água flui e limpa, todas as impurezas que antes estavam aqui fluam para longe. Que assim como água está cristalina e límpida, você também está livre de suas cargas passadas. Assim está feito. Assim já é”.


PURIFICAÇÃO COM LAMA


Faça uma lama na argila (por ser mais higiênico) e passe por todo o objeto. O cobrindo por inteiro. Coloque-o no forno até que a argila seque. A lama vai sugar tudo o que tinha de ruim, e ficará na crosta formada em sua volta. Faça principalmente para as coisa que ganhar de gente duvidosa.


PURIFICAÇÃO E CONSAGRAÇÃO ATRAVÉS DA FITOENERGÉTICA


Remova um pedaço de uma planta (15 cm no mínimo, pois menor que isso não será possível consagrar e nem purificar). Passe a mão pelo galho, imaginando uma bola de energia verde saindo da planta. Passe sua mão por ela de cinco a dez vezes para que pegue todo o tipo de energia presente nela. Transfira essa energia para o objeto que quer e pronto, está consagrado.


Descarte a plante na natureza.


Como consagrar?

Existem muitas maneiras assim como tem de purificá-las. Você pode até reunir todos os elementos com representações físicas e consagrá-lo através dos elementos e dos deuses, se assim preferir. O ato de fazer a cruz no corpo é um tipo de “fechamento” que o torna protegido contra energias invasoras, mas desenhar símbolos com mãos no ar para o objeto tendo em mente e decretando qual será sua serventia é uma das maneirar de consagrar.


Essencialmente, o que precisa é de intenção. Se quer dar uma razão para aquilo, precisa saber qual razão é essa. Indiferente do que seja, estabeleça uma intenção ou ordem.


REPRESENTAÇÕES DOS ELEMENTOS

  • Terra: um cristal, pedra, planta, vela verde ou marrom, ossos, unhas, dentes, caveiras, ervas, punhado de terra ou sal, flores, foices...)

  • Ar: pena, incenso, sopro, sino, varinha, pin, imagens de pássaros, cata-ventos, leques, aromatizadores, fitas, balões...

  • Água: conchas, taça com água ou vinho, perfume consagrado a água, sangue, elixir, poções, essências, bebidas, saliva, lágrimas, velas azuis…

  • Fogo: velas, suor, dragões, salamandras, espadas, velas vermelhas, fênix, fogueira, tochas, metais, luz, Sol, estrelas, calor, serpentes de fogo…


RITUAL SIMPLES DE CONSAGRAÇÃO DE OBJETO PARA PROTEÇÃO


INGREDIENTES:

  • Um copo de água

  • Uma vela

  • Um cristal ou uma pedra

  • Incenso ou uma pena

Distribua cada um dos objetos em uma direção cardinal. O copo de água na direção contrária do incenso. Do lado direito do copo, a pedra/cristal, e por último no lado oposto colocamos a vela.


Trace um círculo com o dedo indicador no ar a sua volta. Imagine-o brilhante e imponente, como se seu dedo pudesse pintar o ar. Também pode fechar os olhos e expandir sua energia, visualizando-a branca, dourada ou violeta (de preferência). Obviamente inclua o espaço que destinou seu ritual sendo protegido pelo círculo ou sua energia. Porque nada pode sair ou entrar depois de traçado, até o momento que você o desfaça ou convide algo ou alguém a entrar.

Peça pela presença do seu deus ou dos seus deuses e dos elementais.

“Fogo, terra, água e ar, eu vos chamo elementos da natureza em amor e harmonia. Agradeço sua presença em luz. Seja bem vindos em meu círculo.”


Acenda a vela e o incenso em suas homenagens e equilíbrio.


Segure o que quer consagrar, sentindo sua energia, e entoe ao apresentá- lo ao elemento terra. Sinta a energia desse elemento abençoando seu amuleto.

“Eu te limpo, consagro e abençôo com a força do elemento terra para que você transforme-se em um Instrumento cheio de luz e poder. Que assim seja e que assim se faça”.

Passe-o agora na fumaça do incenso e repita as mesmas palavras. Imaginando a fumaça penetrando no objeto e limpando todas as impurezas e o consagrando em plena luz e gratidão.

“Eu te limpo, consagro e abençôo com a força do elemento ar para que você transforme-se em um Instrumento cheio de luz e poder. Que assim seja e que assim se faça”.


Faça o mesmo na chama da vela, sempre sentindo a energia daquele elemento se comunicando com sua em harmonia.

“Eu te limpo, consagro e abençôo com a força do elemento fogo para que você transforme-se em um Instrumento cheio de luz e poder. Que assim seja e que assim se faça”.

Respingue um pouco da água no objeto e repita o encantamento:


“Eu te limpo, consagro e abençôo com a força do elemento água para que você transforme-se em um Instrumento cheio de luz e poder. Que assim seja e que assim se faça”.

Apresente-o ao seu deus(a):


“(Nome do deus escolhido), hoje apresento meu (dizer o nome do Instrumento Mágico). Que ele seja abençoado e consagrado com o seu poder. Que ele possa criar uma ponte entre nós. Que assim seja e que assim se faça!”

Agora agradeça aos deuses ou deus e aos elementais pela sua presença. Trace em sentido anti-horário o círculo que desenhou no início. Ou se fez com sua energia, imagine-o se desfazendo.


E seu amuleto está consagrado! Saiba que as representações podem ser substituídas pelos os que listei acima. Tenha em mente que é um ritual simples e poderoso. Sempre anote para o que consagrou aquele objeto e como se sentiu durante a consagração.


Caso seu amuleto não esteja perto e se sentir ameaçado, respire fundo e cruze alguma parte do seu corpo. Em outros casos também pode expandir sua energia em luz, porque ela vai afastar tudo aquilo que queira ou possa lhe causar o mal.


Tenham uma ótima semana, gente! A lua não interfere na consagração em si, mas sabendo trabalhar a energia das suas fases, é um método de potencializar seu ritual.

"Existe um deus em cada um de nós, cabe a nós reconhecê-lo em nós mesmos."

Amenadiel

Veja também...

Bruxaria |.| Sal Negro

fontes: https://www.iquilibrio.com/blog/espiritualidade/wicca/consagrar-instrumentos-magicos-na-wicca/, https://oficinadasbruxas.com/invocando-elementais/.

Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon