Poema da "Deusa Mãe"

Esta e uma modificação de um poema que encontrei no site : "Sinfonia da lua". Ou seja minha versão.

Eu lhe dou a vida, mas também lhe entrego a morte,

Pois ambos são um só.

Você anda pelo o caminho segundo o grande espiral,

E ainda em busca do eterno leito dos meus braços.

Tudo esta se transformando, mudando,

e juntado e por fim se metamorfoseando.

Tudo que morre um dia renasce, e revive

Nada existe sem antes ter morrido.

Quando sobre minha frente se instalar, lhe darei boas-vindas.

Então aconhescerei em meu útero.

Em meu refugio de transformação,

a onde sera reconstruir e restaurado.

E assim você sempre retornara a mim.

Pois sempre existira a partida,

Pois a morte e a vida nada mais e do que uma grande transição a ser

tecida no tear do universo.

Espero que tenha curtido. beijos

Mesmero H.L Anjens

Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon