Resenha: Insatiable (Série)


Olá, pessoal. Não sei se já ouviram falar dessa série que lançou recentemente na Netflix. E realmente algumas coisas me surpreendera na trajetória. Foram três coisas que me fizeram realmente assisti-la. Primeiro: A protagonista (Debby Ryan), para quem não sabe, é a mesma que fez Jessie e alguns filmes da Disney que realmente gostava. Segundo: A premissa da série era interessante, me lembrava um "dorama" que comecei a assistir há um tempo, além de ser um clichê que milagrosamente a pessoa "considerada" feia por gorda fica "bonita" para a sociedade e em como a história caminha em torno disso. Terceiro e último motivo, vi em um anúncio da série no facebook ainda, e vi que a personagem não era bem vista, nem um pouquinho, o que me deixou curiosa para saber o motivo, às vezes um protagonista ruim acaba com todo o glammur de uma história, então fui assisti no outro minuto. Tudo pela curiosidade.

E basicamente o foco da história é sobre uma adolescente, Patty, que sofreu bullying durante toda sua vida acadêmica ou parte dela apenas por ser gorda. E ao tentar chamar o garoto que gostava para sair e ser recusada por causa do seu peso,ela se empanturra com comida no meio da rua e entra em uma discussão com um mendigo e parte para agressão física quebrando o seu nariz. Além de ter ficado com o queixo quebrado e sem poder comer nada sólido por três meses, o que a fez emagrecer drasticamente em um curto período de tempo. Tipo, sem estria, corpo de modelo, sem exercício, milagrosamente como disse.

A partir daí ela começa a descobrir o que pode conseguir apenas usando sua "magreza", porque agora que era magra todas a consideravam bonita, coisa que antes nunca havia acontecido à ela.

Então ela conhece o Bob, um advogado que foi indicado a ela de graça, pois sua reputação não era uma das melhores depois de ser acusado de assédio de menor injustamente por uma miss que ele cuidava ao perder um concurso. E Bob ao ver Patty a vê como a sua "esperança" para que tudo melhorasse para ele novamente, ao transformar Patty em uma vencedora, em uma Miss.


E durante toda a série o foco é sobre a Patty conquistar a coroa. Mas o que ela faz e aprende durante isso é terrível. Ela saí passando por cima de todo mundo que ela vê como obstáculo ou apenas para escape de sua raiva. E vamos percebendo que com certeza ela não é sã.

É comentado algumas vezes sobre os problemas dela, mas nada é feito durante os episódios, e vemos Patty se perdendo cada vez em sua própria escuridão. Quando achamos que ela aprendeu alguma coisa, ela estraga tudo de novo. Repetindo seus próprios erros o tempo inteiro. Em um ciclo que não acaba até o final da série.


Contudo, a série inteira é uma crítica social. E nem sei coo teve gente que achou que aquilo não era proposital. Ela trabalha de uma forma meio exagerada sobre os preconceitos que acontece na realidade o tempo inteiro. Seja pelos LGBTS ou negros, além do machismo explicito, uso de droga e suicídio. O que faz percebermos com as coisas deveriam incomodar no nosso cotidiano. A série tem uma pegada meia sombria e bizarra que faz muita gente amá-la ou odiá-la

E o "Insaciável" que é o nome da série, vai muito além de fome por comida. Vemos todos os personagens em busca de algo que muitas vezes não os ajuda em nada além de autossatisfação e aprovação alheia que é temporária. Todas as soluções que eles buscam não é eficiente, porque o problema, não era a Patty ser gorda, o Bob que queria sempre vencer de seu rival, ou a Mãe da Patty que era alcoólatra, e sim, o vazio que tentavam preencher por coisas fúteis. Por isso muitas coisas pioraram para eles, por que não haviam buscado internamente o que precisavam ou queriam de verdade.


Um dos poucos personagens que realmente parece lidar com seus problemas e a amiga da Patty, Nonnie, que ao perceber que era lésbica ela realmente busca se conhecer mais. Além de conseguir uma namorada que é um dos melhores personagens da série. Que se aceitava da forma que era, Lésbica, gorda e negra, e não se importava com a opinião alheia, porque, cara, todos da série vivem de aparência.


Pontos Negativos

Não havia percebido com clareza após ver uma resenha desta série no youtube, mas concordei quando vi. Muitos problemas relacionados a preconceito é visto na série. Seja machismo, gordofobia, racismo, bifobia... enfim, nenhum deles é realmente exposto e solucionado para que haja mais conscientização por parte do público que não muito atento a isso. Mas é até compreensível pelo fato de que é provavelmente eles querem que nos sintamos incomodados com isso, por que isso acontece no mundo inteiro e nem sempre há justiça como vemos normalmente em séries, filmes e livros.


Agora falando mais um pouco da Patty, gente, sério uma parte de mim torcia por ela outra decepcionada porque ela não fazia nada do esperávamos, moralmente falando. No momento que parecia que ela havia amadurecido ela decaí ainda no fim do episódio. Ou no começo do seguinte. Ela é muito impulsiva além de extremamente egoísta em todos os momentos. E as loucuras que faz as pessoas a sua volta suportarem é trágico, até as amizades que ela havia conseguido durante a série. Todos eles são atingidos em algum momento pelo que ela escolhe fazer sem nem pensar nas consequências.


Pontos positivos

Mesmo com tanto clima pesado a série ainda é bem engraçada. E acho que foi esse motivo que consegui assistir sem pensar em desistir de verdade. A esposa do Bob foi uma das personagens que mais me apeguei, ela é um charme de fofura, mesmo comentando seus próprios erros com qualquer ser humano. Além que foi por causa dela que vemos o tema "poligamia" na série. Fiquei realmente feliz que uma tema como esse além da bissexualidade do Bob serem explorados de forma clara, coesa e realista sem muita fantasia envolvida. Além da conscientização de transtornos e distúrbios alimentares.


Outro ponto é quando Nonnie percebe o tanto de riscos e problemas que se meteu apenas pela Patty. Quando vê que tudo que ela fazia por ela não era saudável, independente se ela gostava dela ou que fosse sua melhor amiga. Achei essa cena simplesmente genial, mesmo me compadecendo pela Patty, já que o seu dia não estava sendo um dos melhores. Torci pela Nonnie nesse momento. E a declaração del para a Patty e como ela reagiu, eu achei fofa e trágica por não ser recíproco, o que me lembrou da série Faking it, nem que fosse só um pouquinho.


Concluído gostei muito de assistir essa série. E recomendo que assistam, mas sem muita fantasia romântica do que pode acontecer. Esperei que Patty melhorasse, mas realmente o fim da série acabou com essa ilusão e acho que ela precisa urgentemente de tratamento psicológico. Porque está beirando a sociopatia ali. E ofato da mãe ter mencionado o ex-namorado da sua mãe quando tinha 14 anos realmente me preocupou. E depois que ela entrou em contato sem motivo aparente e confirmado de que eles tiveram algum relacionamento, só chega a conclusão que tem muito o que por vir. Vai que ele era o pai da Patty, que a mãe dizia não saber quem era?


Fiquei bem interessada obre o relacionamento e a ligação que ela tem com Bob. É bem improvável que se relacionem sexualmente ou romanticamente, mas essa série é meio imprevisível, então não digo nada. Parece até destino para que sempre um salve o outro ou se ajudem no fim das contas.


Espero que se divirtam e aprendam muitas coisas coas com essa série. Vou deixar o vídeo da Resenha que assisti aqui embaixo junto com o Trailer. Bom final de semana a todos.




"Você tem razão. Eu ter achado que por que você é linda por fora, você também seria linda por dentro. Por favor, não seja o seu máximo. Porque o que você é, é muito feio."

































Fonte: https://instaseriados.com.br/insatiable-detalhes-nova-serie-netflix/, http://www.adorocinema.com/series/serie-21674/,

Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon