Resenha do Primeiro episódio de Castlevania


Uma mulher solitária percorre entre a beira de mortos presos nas lâminas de suas lanças, morcegos voando em pleno crepúsculo e uma visão um tanto que forte para tudo e todos, mas não para uma mulher que busca incansavelmente a cura para as doenças, e conhecimento para curar as pessoas e assim prolongando a vida humana.

Um castelo misterioso feito de metal e aço, e nas entranhas da estrutura um vampiro que a todo instante tenta matar e fazer dos humanos um belo e saboroso drink. É o tipo de cenário perfeito. Essa história nada mais é do que uma série lançada na Netflix com o nome de “Castlevania”. No começo achei um tanto clichê, mas a série é bem convincente desde gráficos, que são complemente perfeitos, quanto na história que é envolvente do drama ao horror.


Lisa é uma mulher que quer muito ser médica. E o Drácula um homem misterioso que chegou a ser uma lenda nas pequenas aldeias de Lupu, um monstro adormecido pela a vida pacata de 1445. Por ser uma humana que quer muito curar as pessoas com ervas é quase como um fardo para Lisa, pois isso é uma fronta ao papa e ao seus sacerdotes, que em pleno seculo XV já tinhão corrompido as pessoas sobre sua falsa "fé" de uma forma errada e cega. Onde, a utilização das ervas, mesmo para curar doentes e feridos, era visto com bruxaria, e como uma bruxa (o) ou servo (a) do diabo teria punições devidas da época, como a morte e torturas...



Drácula ver algo de diferente em Lisa. Ao primeiro momento Drácula pede algo em troca de seu ensinamento sobre a ciência imortal, Lisa não tem nada para dar e a não ser o seu amor em troca do conhecimento.


"Esta Resenha contém spoiler do episódio em questão."


"E onde pela a primeira e única vez um imortal apaixonou-se por um ser humano.

-- Mesmero"


Por conta de seu amor, Lisa sugeriu a Drácula que ele viaja-se o mundo como um humano, devagar e apreciando a paisagem em todos os sentidos.


“− Se vai me amar como um homem, então viva como um homem e viaje como um homem.”


Mas quando Drácula retorna de sua viagem, encontra a casa de sua esposa destruída, e onde uma senhora vem e dar a noticia a Drácula.


“−O bispo a levou, Bruxaria foi o que ele disse.”


Drácula pergunta para onde o bispo levou sua amada, e recebe uma notícia muito triste sobre sua esposa.


“− A está hora ela já deve estar morta. − Colocando um maço de lírios brancos recem floridos na casa que ainda tinha sinais de arrombamento e fogo.

−Eu não pude ir até lá. Não importa o que digam, Não vou me alegrar vendo aquela mulher sendo morta pela a igreja.”


Lisa tinha sido culpada por bruxaria e sentenciada a morte na fogueira, a pena na visão da igreja nada mais era do que a morte certa. Drácula ao escutar isso da velha senhora que a muito sentia falta de Lisa, o ultimo ato de misericórdia aos humanos pede para que a gentil senhora saia dali e que fosse para bem longe de Wallachia, transformando-se em um profundo e forte fogo que subindo ao céus com a força de uma estrela cadente, Drácula surge entre as cinzas de sua esposa.


Então é quando Drácula revoltado pelo o ocorrido joga uma praga para os cidadãos de Wallachia, dando-lhes apenas um ano para se redimirem a Deus pela a alma de sua amada esposa.


No ano seguinte a igreja coloca o dia da morte da bruxa e aparição do diabo (Do Drácula) como um dia de vitória da Igreja, uma comemoração através de um festival. É quando Drácula ressurge como uma grande nuvem escura como âmbar.


“−Eu dei um ano, para se reconciliarem com seu Deus. E o que fizeram?! Celebraram o dia em que “Mataram” minha esposa! − Uma voz rouca disse dos céus escurecidos no crepúsculo do fim do dia. − Lhe dei um ano enquanto eu reunia meus exércitos, e agora, eu lhe trago a morte. − Desaparecendo novamente entre as nuvens, e pela a ultima vez, a voz disse − Vocês tiveram sua chance.”


Foi quando surgiu do céu um grande chuva de sangue, e “Fetos” de criaturas desconhecidas cairam sobre o chão. O castelo do Drácula sucumbiu a igreja e de suas portas e janelas sairam monstros que com pequenos golpes matavam todos em seu caminho. E quando a nuvem aparece novamente só que agora feita de morcegos traz na imensidão o massacre.


“ −Matem tudo os que virem, matem todos eles e quando tiver virado um Cemitério para meu amor...Avancem mais no país. Agora vão a todas as cidades de Wallachia. − Drácula comandou os demônios.”

Fazendo com que a morte, o sangue e os cadáveres um grande tapete na imensidão.


E uma serie bem forte, que eu gostei muito de acompanhar o primeiro episódio. Infelizmente a serie atual só tem 4 episódios, e isso e muito pouco para as pessoas como eu que adoram séries assim.

Bem, é isso galerinha espero que tenham gostado da resenha do primeiro episódio de “Castlevania”, deixe aqui seus comentários dizendo o que achou da resenha ou da série.






Destaques

Posts Recentes

Arquivos

Tags

Siga a gente

  • Facebook Social Icon
  • Twitter Social Icon
  • Google+ Social Icon